Menu Lateral
 
São Tiago, 20 de Agosto de 2017 :: 17 visitantes online.

Prefeitura cadastra moradores e atua na rua atingida por deslizamento de terra

Publicado em 02/03/2017 00:00:00


Os trabalhos não param nas áreas de São Tiago devastadas por desmoronamento de terra. Executivo sancionou Lei que cria a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil

A Administração Municipal começou a fazer os cadastros de moradores das ruas Joaquim Marques da Silva e Raul Soares, na manhã desta quinta-feira (02).

A área foi atingida por um deslizamento de terra dia 25 de fevereiro. Apesar de não ter vitimado ninguém, duas casas ficaram completamente destruídas e outras 21 interditadas.  

Ainda nesta quinta-feira, foi sancionada a Lei 2.868/2017. O Texto cria a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de São Tiago (COMPDEC), ligada ao Sistema Nacional de Defesa Civil.

O COMPDEC é responsável por todas as ações de Defesa Civil no município de São Tiago. Entre as atividades da Coordenadoria, constam prevenções de acidentes relacionados a condições climáticas e ações efetivas em áreas de desastres.

O Projeto de Lei do Executivo foi apreciado e aprovado por unanimidade em reunião extraordinária da Câmara de Vereadores na tarde dessa quarta-feira (1º). 

Ações

Segundo o agente do Corpo de Bombeiros Militares de São João del-Rei, tenente Guimarães, a área da cratera tem cerca de dois mil metros quadrados.

Em reunião na tarde dessa quarta, Administração, Bombeiros e dois geólogos ligados ao Ministério de Minas e Energia decidiram começar os trabalhos com uma sondagem do solo.

Por meio dessa sondagem, vão ser verificadas as camadas do subsolo atingindo pelo deslizamento. Uma máquina perfura o local e retira amostras do que existe debaixo da superfície, como água e rocha.

Já na rua Raul Soares, onde há uma fontinha e manilhas de água pluvial, será feita uma contenção com pedras. A obra deve barrar as enxurradas das chuvas que chegam ao local em grande quantidade e velocidade. O material para os trabalhos foi disponibilizado pela AMG Mineração.

Ainda na rua Raul Soares, foi feito um tapume de tela em toda extensão da fontinha. Conforme os Bombeiros Militares, muitas pessoas têm se aglomerado no local, que virou uma “área de risco”.

Trabalhos realizados

Segundo o tenente Guimarães, desde o dia da queda de parte da rua Joaquim Marques, foi feita a recuperação de bens e valores e isolamento da área de risco.

As casas vizinhas foram desocupadas e os moradores instalados em novas residências com aluguel pago pelo Prefeitura.

Para minimizar o processo erosivo causado por águas de chuvas, foi feita uma contenção com sacos de areia na região afetada. Cemig e Copasa também foram cortadas.

Conforme o tenente Guimarães, já foi enviada solicitação da presença de técnicos da Defesa Civil do Estado de Minas Gerais. Eles vão assessorar o estudo da tragédia.

Engenheiros da Amver e Cigedas também estão analisando as causas e o que deve ser feito no local.     

http://saotiago.mg.gov.br


Mais Notícias

(c) 2017 - Prefeitura Municipal de São Tiago
Endereço: Praça Ministro Gabriel Passo, nº 681 Cep: 36.350-000 - Cidade: São Tiago / MG
Tel.: (32) 3376-1022 - Email: prefeitura@saotiago.mg.gov.br

Versão: 2017.04.10
Alternar para Versão Mobile
Desenvolvido por: